terça-feira, 30 de março de 2010

Nas ondas de Freud - O que ele diz sobre a natureza humana?


Freud argumentava que os humanos nascem "polimorficamente" perversos. Para ele o desejo é o que põe em movimento o aparelho psíquico e orienta segundo a percepção do agradável e do desagradável.

Ainda segundo o psicanalista, o humano é diferente dos demais não somente por necessidades biológicas e físicas, como a de ter que se alimentar para sobreviver.O homem também nasce com a capacidade de sentir prazer em várias partes de seu corpo, e a vivência que tem dessa capacidade é tão importante para seu desenvolvimento quanto o alimento. Há uma leitura do humano essencialmente inadaptado, como colando os fins do prazer sempre acima dos fins da sobrevivência.


A interpretação dos sonhos, a sexualidade das crianças e seus desdobramentos no adulto, o reconhecimento da existência de desejos sexuais e da ambivalência dos afetos infantis em relação aos pais, são tópicos importante a se tratar. A invenção de um método de tratamento terapêutico ( a psicanálise) para a investigação e tratamento das neuroses e depois, por extensão, de outros distúrbios mentais, constitui outro grande tema.



O olho de Freud


Preâmbulo do livro "Do sujeito à imagem - Uma história do olho de Freud", de Hervé Huot:

"O olho atravessa a vida, a prática, a obra de Freud. Todavia, passa quase despercebido. Ao dar a palavra aos textos de Freud, aos seus livros, seus artigos, suas cartas, suas conferências e intervenções verbais, tentei revelá-lo, escrever uma história do olho através de Freud, uma história que interessa à psicanálise.

No último decênio do século XIX, os irmãos Lumière inventam o cinematógrafo e Freud a psicanálise.É possível não ver nenhuma relação nisso, mas também se pode pensar que estes dois acontecimentos traduzem ou produzem uma nova relação do sujeito a imagem: sem dúvida não é anódino que Freud tenha escolhido, para praticar a psicanálise, ver sem ser visto"

ID, EGO E SUPEREGO

video

Freud formulou os conceitos de «id», «ego» e «superego».A partir dele, os comportamentos anti-sociais são compreendidos como um resultado, em muitos casos, de forças inconscientes.

Biografia


Neurologista austríaco, nasceu em Freiberg, Morávia (actual República Checa), em 1856 e morreu em Londres em 1939. Freud fundou a Psicanálise e esta teoria teve um grande efeito na psicologia e na psiquiatria. Desenvolveu teorias que dizem respeito a uma camada profunda da nossa mente: o inconsciente e a forma como este influencia as ações dos homens.

As principais obras de Freud são: A Interpretação dos Sonhos (1899), Três Ensaios sobre a Teoria da Sexualidade (1905), O Inconsciente (1915), Introdução à Psicanálise (1916-1917), Psicologia das Massas e Análise do Ego (1923), Psicanálise e Teoria da Libido (1923), Neurose e Psicose (1924). No livro A interpretação dos Sonhos, Freud analisa a grande complexidade simbólica subjacente à formação dos sonhos.

Em 1905 aparece o seu estudo mais controverso, no qual Freud apresenta a teoria que afirma que a repressão da sexualidade infantil está na origem de neuroses em adulto (o complexo de Édipo é um exemplo). As suas teorias levaram a uma maior aproximação ao tema da sexualidade.

segunda-feira, 29 de março de 2010

Veja a primeira parte do filme Além da alma!



video


Freud, além da alma, foi dirigido por John Huston em 1962. O filme cobre o período da vida do "pai da psicanálise" desde que ele se graduou no curso de Medicina na Universidade de Viena até a formulação da sexualidade infantil.

O roteiro original do filme foi elaborado pelo filósofo existencialista, Jean-Paul Sartre. Coube a Charles Kaufman e Wolfgang Reinhardt adicionar um certo sabor hollywoodiano ao roteiro. O galã da década de 50, Montgomery Clift, foi escolhido para ocupar o papel de Sigmund Freud.


Inconsciente e a hipnose

video

Complexo de Édipo

Freud baseou-se na tragédia de Sófocles(496-406 a.C.), Édipo Rei, para formular o conceito do Complexo de Édipo, a preferência velada do filho pela mãe, acompanhada de uma aversão clara pelo pai.

Na peça, Édipo matou seu pai Laio e se comprometeu em matrimônio a própria mãe, Jocasta. Após descobrir que Jocasta era sua mãe, Édipo fura os seus olhos e Jocasta comete suicídio.

Sófocles, utilizou este mito para suscitar uma reflexão sobre a questão da culpa e da responsabilidade perante as normas, éticas e tabus estabelecidos por sua sociedade.


video


A propaganda do Museu de Arte de São Paulo nos mostra o conceito desenvolvido por Freud!

Algumas frases de Freud





"O sonho é a satisfação de que o desejo se realize"

"Qualquer coisa que encoraje o crescimento de laços emocionais tem que servir contra as guerras"

"Um homem que está livre da religião tem uma oportunidade melhor de viver uma vida mais normal e completa"

"A ciência não é uma ilusão, mas seria uma ilusão acreditar que poderemos encontrar noutro lugar o que ela não nos pode dar"

"A inteligência é o único meio que possuímos para dominar os nossos instintos"

"A renúncia progressiva dos instintos parece ser um dos fundamentos do desenvolvimento da civilização humana"

"É escusado sonhar que se bebe; quando a sede aperta, é preciso acordar para beber"

"Os judeus admiram mais o espírito do que o corpo. A escolher entre os dois, eu também colocaria em primeiro lugar a inteligência"

"O pensamento é o ensaio da ação"

"Nenhum ser humano é capaz de esconder um segredo. Se a boca se cala, falam as pontas dos dedos"

"A felicidade é um problema individual. Aqui, nenhum conselho é válido. Cada um deve procurar, por si, tornar-se feliz"